Fobia

fobias2Os Transtornos Fóbicos (que se caracterizam por intensa ansiedade e medo) são desencadeados especificamente por situações determinadas e que não oferecem perigo real. Ex.: Fobia a ambientes fechados (claustrofobia) como elevadores, túneis, viagens de avião, a ambientes abertos (agorafobia)  como ruas, praças, locais públicos. A agorafobia pode ter antecedentes de transtorno de pânico e se não é tratada, seu portador pode chegar a não sair mais de casa (onde se sente protegido).

As fobias mais comuns são referentes a insetos e pequenos animais (ex: barata, aranha, rato, gato) e fobias sociais (medo de falar em público, de se expor à observação atenta de outrem).

Os sintomas são intensa ansiedade, medo ou mesmo pavor (muito parecidos com os observados no pânico, sendo que na fobia há um objeto – objeto fóbico – desencadeante e no Transtorno de Pânico não).

O Transtorno Fóbico pode manisfestar-se precocemente, ou seja, ainda na infância, principalmente em fobias a pequenos animais, objetos ou pessoas acerca dos quais a criança tem ou teve informações negativas ou vivenciou situações traumáticas.

OBS.: Os portadores deste transtorno geralmente apresentam baixa auto-estima, dificuldade de aceitar suas inseguranças, necessidade de  controle do que acontece à sua volta.

O tratamento é através de psicoterapia e, dependendo da intensidade dos sintomas, o uso de antidepressivos pode ser recomendado.